Receba nossas newsletters:
Cadastro efetuado com sucesso!
newsletter

Respire! Pranayamas

Você provavelmente já ouviu que a palavra Yoga vem da raiz sânscrita yuj, que significa ligar ou unir. E que o objetivo final do Yoga é libertação, também conhecida como samadhi, pela união do eu individual com a alma universal. Mas como nós unimos o que percebemos com um pequeno eu individual com algo tão vasto, invisível e inefável com a alma universal?

Um antigo texto de Yoga, o Hatha Yoga Pradipika, oferece essa resposta simples: “A respiração é a chave para a emancipação final.” Os Upanishads, as escrituras sagradas hindus, também equaciona o prana, na forma de respiração, com a alma universal. Quando é feito propriamente e quando um praticante está pronto, pranayama, a prática yóguica de regular e canalizar a respiração, pode fornecer uma ponte entre o eu individual e a alma universal.

B.K.S. Iyengar explica como os três estágio da respiração no pranayama – inspiração, retenção e expiração podem nos conectar à alma universal. Durante nossa inspiração, convidamos o prana a entrar. De acordo com Iyengar, o eu individual deve sair do caminho para dar espaço à alma. Iyengar acreditava que por esse processo, somos capazes de gerar energia, expansão e consciência interna.

Iyengar orienta a pensar no contato da respiração no pulmão como a conexão entre a alma universal e o eu individual. Quando conscientemente paramos o fluxo da respiração (retenção), organizamos os pensamentos e as experiências corporais. A duração da retenção varia. Deve durar apenas até que o conteúdo (prana) comece sair do recipiente (pulmão). Devemos manter a mente conectadas à experiência do corpo para saber quando é hora de expirar.

O vínculo respiração/cérebro

É nosso objetivo saber que exato segundo a alma e o eu começam a se liberar um do outro. É exatamente quando a expiração deve começar. Desenvolver a habilidade de sentir algo tão sutil quanto o momento em que a alma universal e o eu individual começam a se separar no curso da respiração requer prática regular e é o que é o pranayama.

Iyengar acredita que na respiração normal, o cérebro inicia a ação de inspiração e extrai energia para si. Isso mantém o cérebro em estado de tensão. Quando o cérebro está tenso, a respiração é comprimida. Mas no pranayama, o cérebro se mantém passivo, e os pulmões, ossos e músculos do tronco iniciam a inspiração. Em vez de sugar o ar, pulmões, diafragma, costelas e abdome recebem a respiração.Nada pode ser forçado; receptividade é tudo.” Nós devemos fazer pranayama com nossa inteligência, ao contrário de nossos cérebros, diz Iyengar.

Praticando pranayama e regulando o fluxo de prana com observação calculada e distribuição da respiração, a mente se torna calma. Quando isso acontece, permitimos que a energia, que normalmente gastamos nos envolvendo e processando o mundo, volte para dentro. De acordo com Iyengar, a prática de asana (postura) deixa o corpo em orma para pranayama, e a prática de pranayama deixa a mente preparada para meditação.

(fonte: Yoga pela Paz)

Outros Textos

Ver Todos >>

Ayurveda

Para a Ayurveda existem cinco forças da natureza que se combinam dinamicamente para formar o nosso organismo: éter (ou espaço), ar, fogo, água e terra. Esta combinação, chamada Prakritti (ou dosha), organiza todas as funções físicas, mentais e emocionais...

Como fazer o mantra Om

Se você for à Índia, verá o mantra Oṁ por todas partes: em todas as casas e comércios, pintado nos muros e carros, onipresente na paisagem. Hindus de todas as etnias, castas e idades conhecem perfeitamente seu significado...

Yoga para criancas

Ginástica, natação, dança, artes marciais, basquete, futebol… Existem muitas opções de aulas extracurriculares para atividade física das crianças à disposição dos pais atualmente. O que faz o yoga diferente? Quais são os benefícios do Yoga para...